Finanças
3 meses atrás

Veja como baixar o programa e fazer a declaração de imposto de renda 2018

Veja como baixar o programa e fazer a declaração de imposto de renda 2018

Uma prática que fazemos anualmente, mas que mesmo assim muitas pessoas têm dúvida quanto ao procedimento de baixar o aplicativo e inserir as informações. Vamos resolver algumas dessas dificuldades juntos. Já adiantamos que o prazo para prestar a declaração de imposto de renda 2018 é entre 1 de março e 30 de abril. Reserve um tempo para isso e fique livre das pesadas multas por atraso na declaração.

Baixar o aplicativo

Para baixar o aplicativo de Declaração do Imposto de Renda 2018 você precisa acessar o site da Receita Federal e clicar sobre o banner do IRPF 2018 que está em destaque na página Home.

Em seguida clique em “Download do Programa” no primeiro quadro da tela. Escolha o Sistema Operacional de seu computador e baixe o aplicativo no botão de download que aparecerá em seguida.

Instalando o aplicativo e inserindo as informações

Uma vez tendo baixado o programa, instale-o em seu computador, o que será um pouco diferente em cada Sistema Operacional, mas muito simples. Em geral, basta clicar duas vezes sobre o arquivo baixado e seguir as etapas indicadas. Não é recomendado baixar o aplicativo em outro site que não seja o da Receita Federal.

Com o programa aberto, clique em “Criar Nova Declaração”. O programa pedirá alguns dados pessoas (CPF e nome). Em seguida, o programa estará liberado para preenchimento das informações cabíveis a cada um. Ele é bastante intuitivo, está dividido por seções indicadas na lateral esquerda, e clicando sobre cada uma delas você poderá inserir as informações correspondentes.

O envio da declaração também se faz através do programa, clicando no botão “Entregar Declaração” que se encontra no canto inferior esquerdo.

Quem é obrigado a declarar?

Outra dúvida frequente entre os cidadãos é quem está obrigado a declarar o Imposto de Renda. A resposta é simples: todos aqueles que ganharam acima de R$ 28.559,70 em 2017. Mas há outros casos de pessoas obrigadas a prestar a declaração:

  • Contribuintes que receberam rendimentos isentos cujo valor supera R$ 40 mil em 2017.
  • Quem obteve ganho, mesmo que apenas em um dos meses de 2017, na alienação de bens ou direitos.
  • Quem obteve ganho em bolsas de valores, de mercadoria, de frutos e semelhantes.
  • Quem teve receita bruta superior a R$ 142.798,50 em atividade rural no ano de 2017.
  • Quem tinha, até 31 de dezembro de 2017, posse ou propriedade de bens ou direitos cujo valor supere R$ 300.
  • Os estrangeiros que passaram à condição de residentes em qualquer mês de 2017.

Novidades no IRPF 2018

Para esse ano temos algumas novidades na declaração do imposto. No caso de imóveis, por exemplo, será necessário informar a data de aquisição, a área do imóvel, o número do registro em cartório e outras informações pertinentes. Para carros será preciso informar, além das informações solicitadas nos anos anteriores, o número do RENAVAM.

Esses campos já estão incluídos no programa de 2018, mas seu preenchimento só será obrigatório a partir de 2019. A Receita está “fechando o cerco” para evitar erros por parte dos declarantes.

Outra novidade é que o novo programa dá a possibilidade de imprimir o Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf) para o pagamento de todas as quotas do imposto, inclusive aquelas em atraso.

Conheça mais o Bate Cabeça

O BateCabeça é um blog voltado para gente que como nós ama a internet, nós somos especializados em comprar online. O que você vai encontrar por aqui é escrito por humanos, que vivem fazendo compras online, assim como você, então entende as suas dificuldades e tristezas nessas horas. O material do Fusne é testado várias e várias vezes pela equipe...

Vamos Bater um Papo?